O convite é o primeiro contato do convidado com seu evento. É através dele que as pessoas vão começar a entender um pouco como será seu evento: se mais tradicional, informal, criativo, etc. Por isso é importante pensar nele com cuidado, para que o convidado tenha a percepção exata do que vocês pretendem passar.

Aí você chegou na etapa de decidir os convites, pensou no modelo, na forma, no papel, na cor, na fita e já tem pronta até a lista que vai enviar para a calígrafa. Mas pensou em qual texto terá seu convite?? Muita gente se esquece desse detalhe e chega à gráfica sem ter pensado no assunto!

convite_de_casamento

É claro que as gráficas vão te mostrar as opções mais comuns e te sugerir algumas coisas. Mas eu aconselho a pensar no assunto com antecedência pois já vi casos (e não foram poucos) em que os noivos escolheram um texto de última hora que desagradou os pais – que não foram incluídos. Melhor pensar com calma, conversar com os pais e sogros e definir o que agrada a todos, né? Como a gente sempre diz, casamento é uma festa familiar e evitar os conflitos que podem surgir é sempre prudente!

Alguns casais gostam de personalizar o texto incluindo uma frase, um versículo, um poema, um trecho de música – algo que seja relacionado aos dois. Mas é importante lembrar que nos eventos mais formais e tradicionais isso não é recomendado (claro que isso é só um protocolo).

O que vai realmente fazer a diferença basicamente no seu texto é quem está convidando para o evento. São três as opções:

  • Os pais da noiva convidam – é a forma mais antiga, vem da época em que bancar a festa de casamento era responsabilidade da família da noiva. Mas ainda é usado quando essa tradição é mantida na família.

pais_convidam

  • Os pais da noiva e do noivo convidam – ainda é usado quando são os pais que oferecem a festa. É um dos modelos mais usados, principalmente nos eventos formais.

convite_de_casamento

  • Os próprios noivos convidam – é o modelo mais atual e moderno. Neste caso, o nome da noiva sempre vem em primeiro lugar. Próprio para quando são os noivos os responsáveis financeiros totalmente ou parcialmente pelo casamento. Também muito usado em caso de segundo casamento ou para casais que já tem filhos. Vale lembrar que até mesmo neste caso, é delicado incluir o nome dos pais.

noivos_convidam

Frufru

Mais algumas dicas:

O propósito do convite não é, ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, saber quem está a pagar o casamento. O propósito é CONVIDAR. Então, mesmo que seja a noiva, por exemplo, a pagar o casamento,  os convites podem ser feitos em nome de ambos os pais, se assim for combinado entre toda a família. O importante é conversar, dialogar e manter um respeito, união e delicadeza nesse momento.

convite_de_casamento

Se sua cerimônia será realizada em local fora da igreja por um celebrante ( ou seja, não terá caratér religioso) cuidado para não incluir essa palavra no convite. Troque a “cerimônia religiosa” por “cerimônia de casamento” simplesmente.

Se o local da cerimônia e/ou festa é de difícil acesso é aconselhável incluir um mapa para facilitar a vida dos convidados.

Os convites devem ser enviados com pelo menos dois meses de antecedência para que os convidados possam se programar. É recomendável que, sempre que possível, sejam entregues em mãos.