No vídeo dessa semana eu quero falar com vocês sobre alguns erros muito comuns na preparação do casamento.

Coisas que eu vejo acontecerem com frequência por aí e que eu não quero que aconteça com vocês!

Frufru

1. Não ter uma assessoria/cerimonial

Já falei sobre isso várias vezes por aqui mas vou continuar batendo nessa tecla.  O principal erro que eu vejo acontecer e o que mais recebo feedback das noivas que após passado o casamento reconhecem que erraram nisso é não ter uma assessoria/cerimonial.

A gente costuma achar que consegue fazer tudo sozinha (sei como é, mulher tem essa síndrome de ser mulher maravilha) e que alguém (uma tia, uma irmã, uma madrinha) vai dar uma força na organização,  vai colaborar lá na hora do cortejo e que isso já é suficiente.

Não, gente! Assessoria não se resume a organizar o cortejo e arrumar o véu da noiva na entrada. Também não serve só para fazer pesquisas para o casal.

Tem um vídeo no canal em que eu falo da importância do cerimonial e falo o que eles fazem. Assistam.

 O papel da assessoria vai muito além e com uma boa assessoria é pouco provável que um casal comenta qualquer um dos erros que eu descrevi aqui nesse post. Não abra mão de ter uma (e boa!).

Muito cuidado porque esse erro é bem comum e costuma deixar muita gente arrependida depois! Não dá pra organizar um casamento sozinha, a menos que seja um jantarzinho pra cinco pessoas. Caso contrário, você precisa de um cerimonial!

Frufru

2. Sair comentando com todo mundo sobre o casamento

Eu sei que a gente fica super empolgada e quer sair contando para todo mundo sobre o casamento! Alguém comenta que o tempo está chuvoso e a gente logo engata: “Nossa, será que vai chover no dia do meu casamento?”. Tudo é motivo para gente voltar o assunto pro tema que a gente mais ama. É ou não é?

E qual o problema disso? Quando a gente começa a compartilhar as coisas do casamento com as pessoas, essas mesmas pessoas, automaticamente já imaginam que serão convidadas! E aí na hora em que você estiver passando aperto pra conseguir incluir todo mundo na sua lista vai se arrepender de ter feito esses comentários despretensiosos.

Isso é inevitável, gente. Se você fica horas comentando com alguém sobre os detalhes, compartilhando suas decisões e preocupações, essa pessoa (ou essas, no plural) se sente participando do processo e acredita que será convidada! E vamos combinar que não é culpa dela acreditar nisso, né? Todo mundo pensaria assim.

Então pare de comentar com as pessoas que não fazem parte do seu círculo íntimo de amizades (só comente com aquelas que tem certeza que vai convidar). E mesmo assim, cuidado! Eu conto porque na próxima dica:

Frufru

3. Ouvir palpites demais

Um outro problema (chato pra caramba) é a quantidade de palpites que você começa a ouvir quando começa a comentar sobre o casamento com as pessoas. Todo mundo se sente no direito de dar opinião, de contar um caso (em geral trágico e que dá um medo danado na gente), de sugerir…

E o problema disso é que o contexto de cada pessoa é muito diferente. Aquela sua amiga solteira convicta que não acredita em casamento vai te dar que tipo de conselho? E aquela outra que se casou mês passado (e por isso se acha a mais experiente no assunto) mas que tinha um outro orçamento, um outro sonho, uma outra quantidade de convidados, outras preferências, outro gosto e por aí vai… Casamento não se compara!

Ainda mais hoje em dia em que os casamentos são muito particulares, com muita identidade. Evite ouvir palpites demais (palpites são diferentes de sugestões), isso vai te confundir e te deixar paranóica.

erros comuns casamento

Fotos: Ana Paula Aguiar

Frufru

4. Não cumprir o cronograma

O cronograma que a sua assessora faz para você não é só para organizar seu tempo. Não é só para dividir as tarefas entre os meses.

Cada “tarefa” tem razão de estar naquele período porque cada tipo de fornecedor e serviço tem suas peculiaridades. Se você não definir seu fotógrafo, por exemplo, com antecedência, corre grande risco de ficar sem ( ou de ter que pedir pro seu tio levar a câmera dele), porque fotógrafos só atendem um casal por dia e se você não contratá-lo com antecedência, pode perder a data pra outro casal. Mas já outros itens podem ser fechados nos meses mais próximos ao casamento, como por exemplo, as forminhas dos doces.

Ou seja, para cada detalhe, para cada item, há um momento ideal nos meses que antecedem seu casamento, para serem pesquisados. É importante não se atropelar e como dizia minha mãe: não passar o carro na frente dos bois.

Ah, sem falar que esse cronograma leva em conta o orçamento de vocês para que consigam pagar tudo de forma mais leve, durante todo o período de organização.

Isso vai ajudar para que faltando um ou dois meses para o casamento vocês consigam estar com praticamente tudo resolvido, só curtindo e cuidado dos detalhes gostosos. É o momento cereja do bolo! Fico muito triste quando vejo noivas e noivos se descabelando nessa etapa final e se estressando num momento que era pra ser de tranquilidade e expectativa boa.

Eu sei que o mundo não pára para que você organize seu casamento e por isso mesmo é importante que você siga o cronograma e seja organizada nessa fase.

Frufru

5. Deixar o noivo de fora

Já falei sobre isso aqui também!

Eu sei que muitos noivos até preferem esse papel de coadjuvantes na organização do casamento. E sei que muitas noivas também!

Ouço muitas mulheres dizendo que preferem que eles fiquem mais “quietinhos”e que deixem o poder de decisão na mão delas.

Na minha opinião, isso não é muito legal. Se a ideia é se CASAR, construir um casamento para os dois, eu realmente acho que ambos tem que participar.

Não estou dizendo que vocês tem que fazer tudo juntos, ou que as tarefas tenham que ser divididas meio a meio. Ele pode cuidar só do que mais gosta e você também, você pode acabar cuidando de mais coisas que ele… Até porque muitas vezes um tem mais tempo que o outro, ou gosta mais de organizar eventos do que o outro. Não tem problema e não importa. O que é fundamental é que ambos estejam envolvidos.

 O que não dá é para o noivo ser coadjuvante. Quando o casamento é preparado a dois, o sabor final é infinitamente mais gostoso.

E se o seu noivo é do tipo: “pode fazer tudo sozinha que eu não ligo”, use todo seu charme feminino pra trazer ele pra perto e mostrar como será bacana se ele se envolver nesse momento 😉

erros comuns casamento

Foto: Agência Uai

Frufru

6.  Brigar com o noivo e/ou familiares

Esse é tão frequente… Infelizmente!

Noivos brigando entre si, filhos com pais, genros e noras com sogros… Vemos de tudo, né?

Por favor, gente! Isso não pode acontecer!… O casamento é um evento familiar e a primeira regra deveria ser: viva os preparativos em harmonia com toda a sua família e com a família do noivo.

Nada que envolva os preparativos do casamento pode ser motivo pra briga (nem a lista de convidados!).

Essa “meta’ tem que estar o tempo todo na cabeça de vocês. O objetivo é casar, é conciliar, é estarem todos juntos, preparando juntos aquele momento. E não desfazer laços, destruir, afastar…

erros comuns casamento

Foto: Agência Uai

Frufru

7. Se levar pelo modismo ou pela tradição

Vejo muitas  mulheres se empolgando com coisas que ‘estão na moda’ (sim, existe isso no mundo dos casamentos também!). Volta e meia surgem novidades para serem feitas/usadas no casamento e que somem depois de algum tempo. E é muito comum a mulherada se empolgar com essas coisas.

Por outro lado vejo noivas se apegando ao que é tradicional, só porque é tradicional, ou seja, pelo medo de errar. E o tradicional é um perigo porque junto dele vem o “tem que ter”. Casamento tem que ter véu. Casamento tem que ter festa. Casamento tem que ter isso ou aquilo. E isso não cabe mais nos dias de hoje, né?

Não que brincar com as coisas da moda seja ruim ou que ser tradicional também seja. Não é isso.

O que eu quero dizer é que o bacana do casamento hoje em dia é que ele tem personalidade. Você pode (e deve) fazer um casamento que seja a sua cara. Faça um trabalho de introspecção e entenda com clareza quem são vocês, o que esperam desse evento, para saber que tipo de casamento realmente tem a cara de vocês.

No final pode até ser que vocês optem por um casamento super tradicional. Não tem problema nenhum! Vai ser lindo porque vai ser a cara de vocês. O que não vale é ir na onda sem prestar atenção nas escolhas que estão fazendo.

Frufru

8. Não estipular um orçamento inicial

Esse é clássico! Eu mesma caí nesse!…

Eu sei que é complicado porque quando a gente começa a preparar o casamento não tem ideia nenhuma de quanto custa cada um dos diversos itens que terá que contratar!

Mas é bacana já de cara vocês chegarem a um consenso de quanto pretendem investir na realização desse sonho. Gastar dinheiro é muito fácil, e quando o casal não estipula um limite é comum gastar muito além do necessário.

Tem um milhão de coisinhas legais e fofas (mas que custam R$) que a gente fica com vontade de incluir no casamento. Se você não tiver um limite, vai embarcar nelas sem perceber e pode ter um grande rombo no orçamento. Já pensou começar a vida a dois cheio de dívidas? Melhor não, né?

Frufru

9. Querer economizar demais

Essa é o oposto do item anterior: querer economizar em tudo! Exatamente pelo pânico que a gente tem de acabar gastando uma fortuna no casamento muita gente acaba metendo os pés pelas mãos. Economizar é ótimo, mas tem que ser no lugar certo!

Já vi pessoas contratando profissionais desqualificados, sem experiência e se arrependendo lá na frente. Aqui no blog já dei várias dicas de como economizar, porque não é simplesmente contratando o serviço/profissional mais barato que você encontrar não! Economizar é uma arte, tem que saber fazer as escolhas certas (olha aí o cerimonial/assessoria de novo que é fundamental e sabe muito bem como te ajudar a fazer isso).

Frufru

10. Achar que tudo vai ser perfeito

Erro bem comum entre as noivas perfeccionistas. Elas cuidam com tanto cuidado e planejam com tanto carinho que acreditam piamente que nada vai dar errado. A daminha de um aninho vai entrar sorrindo e feliz, o celebrante vai dizer as palavras exatas que eles querem ouvir, os convidados vão se emocionar, o noivo vai chorar quando ela entrar, a temperatura vai estar amena, ninguém vai se embebedar e por aí vai…

Meninas… um casamento tem aí uma contratação média de 30 a 40 fornecedores. Cada um deles executando um serviço diferente e com mais vários fornecedores por trás. Ou seja, são mais de 100 pessoas trabalhando para tudo dar certo. Isso sem contar os seus convidados. É muita gente (leia-se seres humanos) envolvida. Pessoas falham, erram, não tem jeito. Erros maiores ou menores. Dignos de atenção ( e estresse) ou não. Mas haverão erros.

O que fazer então? Certifique-se de ter feito o seu melhor. Contratado profissionais sérios, envolvidos em fazer seu melhor, que saibam lidar com situações inusitadas e diversas. E se entregue ao acaso. Porque erros virão, mas boas surpresas também!

É o dia do seu casamento, hora de ser feliz e de se preocupar somente com o que importa!

Frufru

11. Não se precaver

E ainda nessa onda do item anterior de se cercar ao máximo para que tudo dê certo: seja prevenida!

Leia com cautela os contratos, anexe fotos a eles (no caso de uma decoração, por exemplo), faça teste de cabelo e penteado, experimente o vestido, conheça a fundo o trabalho de cada um dos seus fornecedores, peça indicações e pesquise muito antes de fechar cada contrato… Essas coisas dão trabalho e são meio chatinhas mas vão te evitar dores de cabeça no dia mais feliz da sua vida!

erros comuns casamento

Foto: Thiago Soraggi

Frufru

12. Não se resguardar

Tenha plano B para tudo! A gente não quer que chova, mas se chover, que você tenha um plano B na manga. Se acabar a energia, que você tenha um gerador. Ou seja, pense no que pode dar errado para ter opções e não precisar entrar em pânico no dia do seu casamento!!!

Frufru

E se quiser assistir esse conteúdo em vídeo (mas assiste até o final porque no fim tem um videozinho muito engraçado):

 

Não falei de algum erro que você sempre vê acontecendo por aí? Ou mesmo que tenha acontecido com você? Deixe nos comentários, quero saber!

Frufru

Créditos:

Filmagem e edição:  Compota IP