A tecnologia tem uma capacidade incrível de aproximar pessoas e facilitar tarefas simples do dia a dia. O WhatsApp é um exemplo disso, permitindo a comunicação de uma maneira muito mais ágil e eficaz.

Não é à toa que muitas noivas o utilizam durante os preparativos do casamento, em especial para falar com as madrinhas e apresentar umas às outras, quebrando o gelo inicial quando elas não se conhecem.

Além disso, os grupos de WhatsApp para madrinhas também servem para trocar referências sobre o vestido da noiva e o vestido delas, organizar detalhes da cerimônia, planejar a despedida de solteira etc.

Contudo, quando mal geridos eles podem se tornar um verdadeiro transtorno e ter o efeito contrário ao esperado. Para te ajudar a evitar isso, separei algumas dicas importantíssimas que você deve seguir. Acompanhe!

64205-como-criar-grupos-de-whatsapp-para-madrinhas-sem-perder-a-cabeca

frufru

1. Defina um limite de participantes

Apesar de ser uma “regra” meio óbvia para quem usa o aplicativo, essa dica costuma não ser seguida no dia a dia. E o que antes era um grupo de WhatsApp para madrinhas vira outro qualquer repleto de integrantes que nem sequer deveriam estar ali.

Portanto, comece definindo um limite pequeno de participantes, no máximo 15. Nunca extrapole essa quantidade, ok? Gente demais em um mesmo grupo, infelizmente, acaba atrapalhando mais do que ajudando.

frufru

2. Não perca o foco nos grupos de WhatsApp para madrinhas

Tenha em mente que os grupos que você está criando tem como objetivo compartilhar instruções para o grande dia, detalhes da cerimônia e outros fatores importantes que sejam essenciais as madrinhas saberem, especialmente quando envolvem trajes, maquiagem e afins.

Por isso, é essencial manter o foco para garantir não apenas a ordem do grupo, mas principalmente a atenção no que realmente importa: o seu casamento.

Portanto, antes de adicionar suas madrinhas converse com cada uma individualmente e lembre-as da importância desse espaço para a comunicação entre todas vocês e que conversas paralelas ou assuntos irrelevantes devem ser evitados.

frufru

3. Nada de abusar dos áudios

Calma, não é que você e suas madrinhas estejam proibidas de enviar áudio. Eu vou explicar: Você, suas amigas e familiares trabalham, têm outros afazeres diários e nem sempre podem parar o que estão fazendo para ouvir aquela gravação.

Ainda mais quando o áudio tem mais de 1 minuto, não é verdade? Além de incômodo, é bastante chato quando o grupo se torna uma longa lista de reprodução. Se você ou as madrinhas não puderem escrever e precisarem falar, que tal ligar?

Essa é uma maneira mais prática e menos invasiva. Deixe os áudios para situações mais esporádicas e quando não precisarem de muitos segundos.

frufru

4. Seja a anfitriã do grupo

No início deste post, eu citei os casos em que as madrinhas não se conhecem e o uso do grupo no WhatsApp para estabelecer a primeira conexão entre elas. Nessas situações, imagine-se recebendo todas elas para um evento em sua casa onde você é a anfitriã.

Normalmente você apresentaria umas às outras, não é mesmo? Por isso, que tal fazer o mesmo online? Ao iniciar o grupo, peça licença e apresente cada uma. Se possível, peça para que elas fale um pouco sobre si mesmas.

Essas simples interações são essenciais para criar um clima amigável e evitar panelinhas dentro do grupo ou o “sumiço” de uma integrante que talvez seja mais tímida e se sinta desconfortável para puxar assunto.

frufru

Com sabedoria e bom-senso, é possível extrair dos grupos de WhatsApp para madrinhas apenas pontos positivos e a ajuda necessária para fazer da sua cerimônia inesquecível.

Se você gostou de ler sobre o assunto e já está planejando criar o seu próprio grupo, aproveite para compartilhar este artigo nas suas redes sociais com as suas amigas!