Depois de meses preparando o casamento, chegam os momentos finais — uma contagem regressiva que ora parece não ter fim, ora parece uma fração de segundo. Nessa fase, muitas noivas que estavam tranquilas ficam tensas, pois, como se não bastasse a expectativa para o grande dia, é a hora de cumprir uma das tarefas mais complicadas do processo: os mapas de mesa no casamento.

Embora exista resistência por parte de alguns casais, que não acham necessário determinar onde cada convidado vai se sentar, o mapeamento de mesas pode evitar desgastes na hora da festa. Afinal, ninguém merece dor de cabeça durante o evento, não é?

A boa notícia é que isso pode ser feito de forma bastante simples. Quer saber como? Eu explico!

lugar marcado mesas

frufru

A importância do RSVP nos mapas de mesa no casamento

O famoso RSVP (Répondez S’il Vous Plait) ou, em bom português, a confirmação de presença, é imprescindível no momento de escolher os convidados para cada mesa. Além disso, saber exatamente quem vai e quem não vai ao seu casamento influencia nos custos com buffet, bebidas, doces e bolos.

A confirmação de presença é a razão pela qual os mapas de mesa são feitos nos dias que antecedem o casamento. Geralmente, é a época em que temos a resposta de todos os convidados. Sem o RSVP, o mapeamento não vai alcançar o objetivo desejado, algumas mesas podem ter lugares sobrando ou em falta. Por isso, não deixe passar esse procedimento!

frufru

A tecnologia a favor dos mapas de mesa no casamento

A fim de economizar tempo na divisão dos grupos por mesas, use um editor de planilhas para fazer a sua lista de convidados. Esse recurso vai facilitar na contagem de convidados e ajudar no momento de distribuir as famílias em seus respectivos lugares.

Além disso, com as planilhas, você pode separar os convidados em grupos de cores diferentes. Normalmente, eles são divididos entre familiares, colegas de trabalho e amigos da faculdade, da escola ou de infância. A noiva fica responsável pela divisão dos convidados dela e o noivo pelos dele.

frufru

Os mapas de mesa no casamento na prática

Para definir quem senta onde, você vai precisar saber quais serão as posições das mesas. Peça ao salão contratado que envie uma planta baixa do local e que faça uma sugestão da disposição das mesas de acordo com o número de convidados. Evite fazer o mapeamento no achismo ou o resultado pode ser totalmente diferente do planejado!

Mesas redondas costumam ter um padrão de oito lugares, com no mínimo seis assentos e no máximo dez. Desconsiderar esses números pode trazer desconforto às pessoas e comprometer o espaço visualmente. No entanto, não se desespere por ter uma mesa ou outra “fora do padrão”. O mapa de mesas não é uma ciência exata!

Não se esqueça, também, de reservar lugares para as crianças e deixar espaços vagos para carrinhos de bebê e cadeiras de rodas, bem como mantê-los próximos à entrada, para facilitar sua locomoção.

frufru

Os convidados e os mapas de mesa no casamento

Ao chegarem à festa, os convidados deverão ser informados sobre onde deverão se sentar. Habitualmente, as recepcionistas identificam o nome na lista e informam o número da mesa. Algumas equipes dispõem de pessoas que acompanham os convidados aos seus assentos, especialmente em salões muito grandes.

Mas outra opção é seguir o exemplo dos estadunidenses, que disponibilizam a lista de convidados e suas respectivas mesas, para que as pessoas se dirijam aos seus lugares por conta própria. Isso pode ser feito em um grande painel, com a relação de todos os convidados, ou em cartões com os nomes e números das mesas dispostos à entrada do salão.

Muitos noivos se enrolam na hora de fazer seus mapas de mesa no casamento, então comece o quanto antes! Ainda que algumas regras devam ser seguidas, procure se manter flexível e evite o perfeccionismo. Lembre-se de que os convidados ficam pouco tempo sentados. O importante é que todos estejam confortáveis e tenham seu próprio assento.

frufru