Se eu tivesse que definir um adjetivo pro casamento da Mariana e do Gustavo seria familiar. Achei muito lindo a forma como eles envolveram a família no momento especial. Relicário, fotos dos avós na mesa de café da manhã, mensagem especial (que encheu meus olhos d’água) para a mãe…

E sabe o que eu achei mais lindo (além do vestido da noiva que estava DESLUMBRANTE!)? Uma das coisas que eles serviram para os convidados foram as empadinhas que são famosas na cidade deles (Cachoeira da Prata)!!! Isso é levar a história, é ter personalidade, é valorizar a história, a família… Amei do fundo do meu coraçaõ e fiquei “aguada” de vontade de comer essa empadinha 😉

frufru

 

“Eu e o Gú nos conhecemos, desde sempre… nossas avós eram melhores amigas, a avó dele madrinha da minha mãe… porém tudo começou na adolescência, na cidade de Cachoeira da Prata, entre amigos. Um breve relacionamento, uma separação e alguns anos depois a reaproximação.

O primeiro beijo dessa reaproximação aconteceu no dia dois de novembro de 2007… e desde então, lá se foram oito anos, de muito amor, companheirismo, sorrisos, carnavais (ah, como amamos o carnaval) e um objetivo, construir um dia nossa própria família.

Como a maioria das mulheres, sempre tive o sonho de casar com uma cerimônia linda, seguida por uma animada festa, e sendo filha única, este também passou a ser o sonho da minha mãe.

Em Janeiro de 2013, ao sermos padrinhos de uma prima da Igreja Santo Inácio de Loyola, ficamos apaixonados com a celebração do Padre Fernando Lopes e naquele dia decidimos que nosso casamento teria que ser ali e com o Padre Fernando. Ao final do casamento ficamos sabendo que a agenda para o ano de 2015 seria aberta em Agosto. Meu Deus, mais de dois anos e meio de espera!!! Enfim, vamos marcar a data!!!

Comecei então a pesquisar sobre casamentos (foi quando conheci o Casando em BH e ficava aguardando ansiosamente todos os dias os posts do blog). Através de você, Bel, e de um grupinho muito especial o “ Noivinhas Frenéticas “ (formado na porta da Igreja Santo Inácio, no dia de marcar a data do casamento) conheci todos os meus fornecedores.

Tivemos fornecedores maravilhosos, profissionais competentes, que tornaram o nosso dia, de nossas famílias, amigos e convidados o mais especial possível. Todos foram essenciais para que tudo saísse perfeito!

Destaque para meus cerimonialistas Renata e Thiago do Cerimonial Fiancée que junto com sua equipe fizeram um trabalho primoroso, com muito amor e dedicação. A Luiza Villarroel com suas fotos maravilhosas e seu olhar único para cada detalhe, o Padre Fernando Lopes que fez uma cerimônia emocionante (ah, nossos convidados deliraram com a selfie no final do casamento).

A Igreja e o Espaço Maggiore foram lindamente decorados pela Valéria Lopes que soube captar exatamente tudo que solicitamos e planejamos em nossas inúmeras reuniões. O Buffet Ana Maria que gentilmente nos deixou servir as famosas “empadinhas de Cachoeira” salgado tradicional da minha cidade natal.

A Orquestra Accordes que emocionou a todos na cerimonia e a Banda MP6 que fez da nossa festa um verdadeiro carnaval em pleno mês de outubro.

Durante estes dois anos e meio de preparação, sonhava dia e noite com o meu vestido. Foram várias ideias, rabiscos, croquis (sim, eu mesma criei meu vestido) projeto iniciado que não deu certo, horas na costureira – um anjo chamada Alciene, que fez exatamente o meu vestido dos sonhos, que pregou, repregou e pregou novamente todas as rendas a mão, juntamente com a Adriana e seu primor de bordado – a estas duas só tenho elogios!!

Um cantinho muito especial na nossa decoração foi a mesa de café da manhã, onde colocamos fotos dos nossos avós e bisavós que não estão mais entre nós, e um relicário com a foto dos meus avós maternos que coloquei no meu bouquet e mostrei para minha mãe como surpresa e homenagem, assim que ela me encontrou na porta da igreja. Foi emocionante!!!

Enfim, o nosso dia foi perfeito, foi mágico. Só temos que agradecer a Deus, aos nossos familiares e fornecedores que juntos tornaram este dia mais que especial!

Depois de todo sacrifício, todas as lágrimas, ansiedades, noites sem dormir, vocês podem ver pelos nossos sorrisos, pelo brilho no olhar, que sim, valeu a pena, pois fomos feitos um para o outro e celebrar o amor sempre vale muito apena.

Mariana”

Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (6) Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (7) Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (25) Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar Casamento familiar Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (39) Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar Casamento familiar Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (50) Casamento familiar Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (71) Casamento familiar Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (73) Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar Casamento-cerimonia-religiosa-Mariana-Gustavo (79) Casamento familiar Casamento familiar Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar de Mariana e Gustavo Casamento familiar Casamento familiar de Mariana e Gustavo
frufru