Morro de feliz quando vocês vem me dizer que se inspiraram nas minhas dicas (seja no blog, insta ou canal) para organizarem o casamento de vocês. Dá uma sensação muito boa de dever cumprido, sabe?

Mas bom, bom, bom mesmo é quando vocês fazem isso, mandam as fotos do casamento para eu ver e ainda por cima me surpreendem com uma chuva (não no sentido literal da palavra, viu Raquel, porque sei que chuva você queria longe!) de lindezas!!!

Dá uma olhada no casamento da Raquel e do Leandro e me diz se não posso ficar orgulhosa de ter feito parte disso de alguma forma!! Além da beleza estética (que noiva lindaaaaaa!) que as fotos do Sebastian Herrera não deixaram passar, tem a parte emocional (essa sempre me pega mais, vocês sabem!) do Leandro cantando pra ela enquanto ela entrava, da chuva que apareceu para abençoar a união deles… Lindo demais!

 

frufru

“Eu e o Leandro nos conhecemos incialmente pelo facebook.

Tínhamos passado no concurso para Perito Criminal em São Paulo e como o processo foi bastante enrolado e demorado, praticamente todos os aprovados já se conheciam virtualmente e tinham ficado próximos.

Fui ver o Leandro pessoalmente só no dia da nossa posse, como já conversávamos bastante antes, nosso encontro foi super natural, mas sem nenhuma pretensão de ambos os lados. Antes de começarmos a trabalhar, precisamos fazer 3 meses de curso de formação, foi quando nos aproximamos mais.

Éramos extremamente parecidos e o Leandro, muito divertido e brincalhão, me atraia pra perto dele. Foi quando todos ao nosso redor começaram a falar que tínhamos que ficar juntos, que éramos feitos um para o outro. Eu não dava muito ouvidos para isso, mas um dia, em uma festa que fomos após a aula, ficamos e, desde então não nos separamos mais.

frufruCom 15 dias de namoro meu pai faleceu

…e esse foi um divisor de águas pro nosso relacionamento. O coitado do Leandro conheceu minha família justo no velório do meu pai, uma situação nada favorável, mas foi uma grande amostra do homem que estava entrando na minha vida!

Eu tinha acabado de me mudar pra São Paulo por causa do concurso, estava procurando lugar para morar definitivamente, pois até então morava em uma república.

Ele, então, não querendo me deixar sozinha, me levava pra ficar na casa dos pais dele. Fiquei lá praticamente 2 meses e nesse tempo decidimos que moraríamos juntos. No começo tive medo, achei que era muito cedo, mas meu coração me falava que daria certo.

frufruCom 4 meses de namoro, então, nos mudamos para um apartamento

…e a relação foi amadurecendo e crescendo. Depois de um ano e três meses que estávamos no apartamento, resolvemos nos mudar para uma casa, pegamos um cachorro, que é como um filho, e decidimos que era hora de oficializar a nossa união.

Começamos a pensar na data do nosso casamento e como eu fazia questão de casar na minha cidade (Sete Lagoas/MG), precisava pelo menos de um ano para conseguir organizar tudo à distância com calma. Depois de muito conversar, decidimos por 10 de dezembro de 2016.

Não era a data ideal, já que queria uma cerimônia externa e dezembro é um mês que chove muito, porém, era a época que meu irmão que mora fora do país poderia vir, e eu fazia questão da presença dele. Começamos os preparativos exatamente um ano antes.

frufruA nossa ideia sempre foi fazer um casamento que fosse a nossa cara,

…sem muito luxo e que os convidados ficassem extremamente à vontade e curtissem o momento com a gente. Como teríamos muitos convidados de São Paulo e queríamos uma cerimônia ao ar livre, o Hotel Fazenda Solar do Engenho caiu como uma luva.

É um lugar lindíssimo, onde grande parte dos nossos convidados poderiam ficar hospedados e com um clima rústico e aconchegante. Depois de escolher o lugar foi a hora de escolher os demais fornecedores, foi aí que o “Casando em BH entrou”.

frufruPor estar longe, eu pesquisava tudo antes na internet,

…selecionava os fornecedores que mais gostava e marcava reunião via Skype ou coincidindo com uma data que eu fosse pra Minas. Sempre que eu encontrava algum fornecedor que não fosse no site, ia nele pra ler o que a Bel falava sobre. Ia todo mês para Minas para me reunir com os fornecedores e fechar os contratos.

Como comecei com uma antecedência boa, não tive grandes imprevistos antes do casamento e consegui olhar tudo com bastante calma e carinho, fazendo com que tudo saísse conforme planejado.

A única coisa que não tinha como planejar era o tempo, né… mesmo eu rezando todos os dias do ano para não chover, essa pulga não saía de trás da minha orelha. Na semana antes do meu casamento choveu todos os dias. Na quarta-feira a Júlia, minha decoradora, e a Luciara, minha cerimonialista, me chamaram no Engenho para pensarmos em um plano B caso chovesse.

frufruMesmo com um plano B montado, meu coração estava no plano A

…e saí distribuindo simpatia pra não chover pra todo mundo que encontrava! Kkkkkkkkk. O pacote do hotel começava na sexta-feira, então como eu, meu noivo, alguns familiares, padrinhos e amigos ficamos hospedados lá, as comemorações começaram nesse dia, com uma roda de viola, caldos e petiscos oferecidos pelo hotel.

Fomos contemplados com uma linda noite estrelada, o que me encheu de esperanças que não choveria no dia seguinte! Doce ilusão! O sábado acordou nublado e chuvoso. Eu tentava me controlar, mas me peguei chorando em vários momentos, mesmo tento feito um combinado com o meu noivo que não deixaríamos isso nos abalar!

Continuei então firme nas rezas e simpatias! Rsrs. A Júlia, sabendo da minha vontade de fazer a cerimônia externa, esperou até quando deu… foi então que, preces ouvidas, o dia abriu e o sol deu suas caras!

frufruNão podia estar mais feliz!

Quando comecei a entrar, mal acreditava naquele céu limpo e, pra completar minha emoção, meu noivo cantou de surpresa pra mim enquanto eu entrava, quase me matando do coração! Ele também ficou tão nervoso que até errou a letra da música, o que eu só percebi depois porque tava muito emocionada na hora pra me dar conta disso!

A cerimônia foi do jeito que queria, cheia de amor! A decoração foi de cair o queixo, até hoje agradeço a Júlia por algo tão especial, nem nos meus melhores sonhos imaginava algo tão incrível!

O buffet foi impecável, recebo elogios até hoje e as bandas levantaram a galera! Eu queria viver esse dia eternamente e graças ao nosso fotógrafo maravilhoso, que ficou encarregado pelo nosso pré wedding, making off, casamento e pelas filmagens, posso reviver esse dia sempre!

E, pra fechar com chave de ouro, no minuto seguinte que terminamos as fotos externas depois da cerimônia, despencou a maior chuva, pra abençoar todo amor celebrado e nos mostrar que realmente Deus estava ouvindo nossas preces!

frufruA dica que eu dou é o que já li inúmeras vezes aqui…

muito carinho na escolha dos fornecedores, no final das contas, é a competência deles que vai fazer sua festa sair como planejado e o barato muitas vezes pode sair muito caro! Mas, de qualquer forma, é um dia lindo e muito especial, que a gente não deve ser deixar abalar por pequenos problemas!

Eu tive problemas com alguns dos meus fornecedores, alguns a minha cerimonialista conseguiu resolver pouco antes e durante a festa, outros, foram fora de controle e acabaram saindo fora do planejado.

Mas a gente tava tão feliz, tinha feito tudo com tanto carinho e amor que não abalou nem um pouco nossa celebração, nossa festa, nossa alegria e o amor que queríamos compartilhar com quem estivesse ali!

Outra coisa é aproveitar bastante o dia, porque sim, passa MUITO rápido!

Raquel”

frufru