Eu juro que quando eu venho aqui postar casamentos para vocês eu tento ser imparcial e não deixar tão óbvio quais são os meus preferidos. Acho que não consigo muito porque quando me encanto, tenho dificuldades em esconder.

E faço isso simplesmente para não induzir vocês, porque gosto é uma coisa muito pessoal. E o que eu mais quero, do fundo do coração, é que cada um de vocês encontre aqui inspirações para o dia do seu casamento que  independem de opiniões de quem quer que seja. Por isso procuro postar casamentos de diversos estilos e formatos. Para que cada um encontre o seu.

E pra isso tento não colocar muito do meu gosto pessoal, porque ele nada mais é do que o meu gosto e não uma receita de certo e errado.

Aí quando vejo um casamento assim, como o de hoje, tão pessoal, tão a cara do casal, tão pé no chão (não estou querendo ser literal, apesar dele ter sido assim), tenho que me conter! Só vou dizer que… acho lindo demais!

frufru

Nossa história foi assim…

“Nos conhecemos há bastante tempo. O Jerônimo já era amigo do meu primo e nos conhecemos assim, sem intenção alguma. Só depois de muitos anos acabamos ficando juntos, em um Jazz na Praça do Papa.

Depois de alguns anos morando juntos, começamos a falar em casamento e o pedido oficial aconteceu em um show dos Los Hermanos, no Rio de Janeiro, uma surpresa total para a noiva (só para ela), com o conhecimento de todas as outras pessoas que lá estavam. Foi um momento lindo, emocionante, sem igual, durante uma música especial para nós dois.

frufru

Começamos a pensar em casamento

A partir daí, começamos a pensar em como queríamos o casamento e chegamos à conclusão que deveria ser durante o dia, em um sítio. Pesquisamos muito, principalmente por causa dos preços exorbitantes de quando se fala em casamento. Além disso, queríamos algo que refletisse o que gostamos, como somos.

Nessa pesquisa toda, encontramos um sítio em Casa Branca, distrito de Brumadinho, chamado Villa Piemonte. A Solange, dona do sítio, e a Sibele, irmã dela, são super disponíveis. Ajudaram com o que puderam e se preocuparam para que eu tivesse o dia dos nossos sonhos.

Durante esse processo, encontramos, também, o Geraldo, do Estúdio Casarte. Ele é super tranquilo, parece gostar muito do que faz. Respondeu à dezena de e-mails que enviei, sempre com agilidade e cuidado. Pesquisei Facebook, Instagram, e adorei o olhar dele na fotografia. Junto com a Dri e o Ronilson fez nosso pré e clipe e tivemos certeza que tínhamos acertado na escolha!

frufru

A cerimônia foi “alternativa”, realizada por um amigo.

As lembrancinhas também foram feitas, especialmente para nós, por um tio. E a decoração seguiu o mesmo caminho. Pesquisei muito no Pinterest e juntei com ideias que vinham. Como queríamos casar no gramado, o sítio foi perfeito. Totalmente aberto, cheio de verde e muito bem cuidado, a decoração não era complicada.

Não encontrei, no entanto, quem a fizesse pelo valor que eu achava justo. Então, graças à família e amigos, resolvemos fazer a decoração nós mesmos! Deu trabalho, um pouco de stress, medo de não dar certo, mas, principalmente, deu muita alegria! Fomos para lá dois dias antes e pudemos fazer tudo com tranquilidade.

Como o dia do casamento passa muito rápido, para mim foi uma delícia esses dias antes! Senti todo o amor daquelas pessoas, toda a vontade de fazer dar certo. Minha eterna gratidão a todos os que estiveram envolvidos, bem antes desses dois dias, durante e após esse período!

O dia da cerimônia foi lindo, repleto de amor e alegria. Não podia ser diferente. Somos cercados de pessoas especiais!!

frufru

Observações para quem sonha com um casamento assim:

– deu tudo certo e foi perfeito! Mas não tínhamos um plano B em caso de chuvas. Por alguns dias isso causou certo stress. Não sei se arriscaria novamente, mesmo tendo escolhido o mês de agosto, pensando nisso.

– quando fazemos a decoração, imprimimos algo a mais na cerimônia. No entanto, leva tempo, precisa sim de ajuda. Algumas coisas acabaram esquecidas, pois estávamos curtindo a festa (como acender as velas). Imprevistos durante a festa também tiveram que ser resolvidos por nós, ou por convidados. Valeria a pena ter envolvido alguém de fora para esses detalhes.

– lembre-se que, se fizer a decoração, você também tem que desmontá-la. 🙂

– se você é como eu, vai achar que nada atrasa e marcar o salão para ficar pronta meia hora antes da festa. Se puder, conte com atrasos e fique pronta antes. Assim, você terá tempo para fazer as fotos de making off com as amigas, madrinhas, mãe, pai, irmão, amigos…””

casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo casamento alternativo

frufru